Devido à actual conjuntura este espaço encontra-se em insolvência por tempo indefinido.

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Rescaldo de Figueiró dos Vinhos


Eram 6:10 horas, estava frio e algum nevoeiro…. toca a levantar, tomar banho para refrescar a mente…
Malote às costas, bikla na mão rumo ao Tojeiro, ponto de encontra na Pastelaria, onde já se encontrava o Gil e o Simões, chegando logo de seguida o Tremoceiro (Marco) e o Fragão, posteriormente chegando os restantes, Varanda e Zananar, mas faltavam o Bola, Repas e Lucas!
Onde está o Bola e companhia? Após 20 minutos apareceram, nada mau…. Já nós tínhamos tomado o primeiro reforço.
7:35 h biklas nos carros, GPS pronto, máquinas a rugir, Figueiró aqui vamos nós…
Os restantes membros do grupo já iam a caminho (Luís, Rui, Carlos).
Eram 8:50 h quando chegamos, toca a descarregar as biklas, levantar dorsais, equipar, fazer aquecimento, já estava o grupo todo reunido, pois o passeio que nos esperava prometia, com as suas belas paisagens.
Foto para aqui, gargalhada para ali, escadas da igreja descidas pelo Varanda, Repas e Fragão… Bola verificando se não tinha nenhum bico no pneu… mas a adrenalina subia e não conseguíamos controlar as emoções, eis que surge a partida, começamos logo a desfrutar das suas paisagens, recheadas com single tracks, subidas e descidas, com alguns percursos mais exigentes. Mas claro, não posso esquecer a hospitalidade e simpatia dos moradores, que nos presentearam com um “branquinho da casa” no “Café Mini-mercado da D.Teresa”, com direito a uma fotografia.
O Bola estava fascinado a tirar fotos e exclamava “isto é fantástico…. tira-me aqui uma foto”…
Descemos as Fragas de São Simão, subimos a aldeia de xisto e eis que aparece o reforço e o nosso trio da frente (Fragão, Lucas e Varanda), comemos umas sandes, bebemos umas minis, e mais umas fotos, desta vez com o staff, entretanto chegando os novos membros da equipa (Luís e Rui), isto tudo ao som da música do telemóvel do Fragão.
Toca a pedalar que estávamos a meio do percurso, entre subidas e descidas, aparece as mais acentuadas, pois descemos a 74 km/h e subimos a 3,5 km/h (grande balde de água fria), mas nada que não se fizesse.
Faltava 10 km e o grupo subdividiu-se, agora temos 3 grupos, a frente um quarteto, ao meio outro e finalmente outro.
Entre estradões, single tracks e uma espécie de DH urbano, surge a meta recheada de surpresas, entre elas a égua queda do Simões que estava bem protegido com um quite de joelheiras e cotoveleiras.
Não esquecendo os membros que participaram no passeio pedestre e familiar (25 km).
Tenho que referir, que fomos muito bem acolhidos pela organização, com simpatia, compreensão, banhos quentes, excelente comida e bons finos.
PS: Em nome da instituição quero agradecer as “Marias”. As que nos presentearam com uma excelente sessão fotográfica e as que acompanharam os novos membros do grupo.
Boas pedaladas
Hélder Loureiro

O Zananar pediu para agradecer a D.Teresa pela chávena de café e à sua colega por ter pago um branco aos Bikesurfers ...
Fotos
Varanda
Bola
Helder

3 comentários:

bola7 disse...

Ora sim senhora temos mais um reporter, muito bem helder, está muito boa, quanto ao passeio este era daqueles que so mesmo indo porque mesmos a contar ainda fica a faltar muita coisa he he he.
Mas sim foi uma grande manha, e um grande passeio, este fica na agenda

Luisv disse...

Mais uma grande representação dos Bikesurfers........Sem dúvida uma bela manhã de btt.

Ivo disse...

Gostaria de ter participado pelo percuro, sem dúvida muito bom!

Força nas canetas!